Dossiê marxismo & luta sindical

Camaradas e leitores.

Encaminhamos o último dossiê elaborado pelo site Marxismo 21: Marxismo & Luta Sindical.

O Cem Flores está presente no dossiê com o artigo O movimento sindical na crise do capitalismo brasileiro.

Aproveitamos a oportunidade para indicar também aos leitores e camaradas o recente artigo “Aumentar a informalidade para aumentar a exploração do trabalho: a reforma trabalhista e sindical de Bolsonaro“, que integra nosso livro digital “O Governo Bolsonaro: Ofensiva burguesa e Resistência Proletária“.

O dossiê pode ser acessado no link abaixo. Segue ainda a apresentação do M21 ao dossiê.

Marxismo e luta sindical.

Historicamente, o movimento sindical foi e ainda é um dos principais instrumentos de resistência dos trabalhadores frente ao capital e às classes dominantes. Trata-se de um movimento complexo, que envolve diferenças regionais e mudanças no decorrer do tempo. Formas de lutas e organização, pautas e bandeiras, dentre outros fatores, sofrem significativas transformações no seio da luta de classes e desafiam os pesquisadores e ativistas trabalhistas.

O marxismo foi e ainda é uma das correntes teóricas e políticas que mais influenciam o movimento operário moderno e o sindicalismo trabalhista de maneira geral. Muitos são os autores que se orientam pela teoria de Marx que analisaram e construíram os rumos do sindicalismo, desde os clássicos até os dias atuais.

Neste dossiê, apresentamos contribuições que debatem vários temas e problemáticas dos estudos sindicais: a relação entre mercado de trabalho, salários e lucros; luta propriamente política e luta sindical; história das lutas trabalhistas; greves e revoltas; atuação dos comunistas no meio sindical; a relação entre sindicalismo e Estado capitalista; mudanças no capitalismo e impactos na organização do trabalho; a existência ou não de uma crise da organização dos trabalhadores.

Aqui buscamos privilegiar análises marxistas e centradas na ordem capitalista brasileira. Mas há também espaço para outras importantes análises que se fundam em outros campos teóricos e que permitem um construtivo diálogo com a pesquisa marxista.

Além de textos clássicos, dezenas de livros (alguns que foram, especialmente, digitalizados por conta deste dossiê), dissertações e teses acadêmicas, diversos artigos e entrevistas aqui são informados. Um extenso e rico material audiovisual – envolvendo palestras, documentários e filmes sobre sindicalismo – constam deste dossiê.

A Editoria agradece a Alexandre Pimenta, membro de seu Conselho Consultivo, que propôs e é responsável pela organização do presente dossiê, inclusive desta breve Apresentação. Igualmente, somos gratos a Davisson Cangussu de Souza, Renato Nucci Jr. e Patrícia Vieira Trópia, membros do Conselho Consultivo, e a Paulo Marcelino, docente da USP, que colaboraram por meio do envio de materiais à Editoria.

Editoria