Combater o reformismo e o oportunismo. Desenvolver e organizar a posição proletária na luta de classes.

Apresentação do artigo de Lênin: “Mais uma vez sobre o Ministério da Duma”   Em períodos como o que vivemos hoje no Brasil, em que é necessário combater a reforma trabalhista, a reforma da previdência, dentre outros avanços da burguesia sobre a classe operária e as classes dominadas, muitos, de forma sincera, podem se questionar:qual deve ser a posição proletária na luta de classes, incluindo os períodos de ofensiva da burguesia? Ceder nos princípios e tentar crescer na lógica do […]

Leia mais

Louis Althusser: O “Que” de “Que Fazer?” (Inédito, 1978)

‍ ‍Apresentação e tradução por Cem Flores ‍ Dando continuidade à tradução dos inéditos de Althusser[I], apresentamos aos camaradas leitores o primeiro capítulo do livro Que fazer? , de 1978[II]. O nome do capítulo é O “Que” de “Que Fazer?”. Como o próprio título indica, nessa ocasião, o autor buscou ratificar a relevância teórica e política da “velha pergunta de Lênin” para a classe operária em sua luta, tanto em sua dimensão mais imediata, tática, quanto em sua dimensão de […]

Leia mais

Sobre a crise na Venezuela

A experiência histórica de luta proletária e comunista nos ensinou diversas vezes que a reação burguesa aumenta em ferocidade e violência a cada derrota que lhe é imposta pela luta do proletariado e das massas populares. A razão para isso está na redução (ou perda) de seus privilégios de classe, dos seus lucros, dos seus luxos, do seu mando sobre o aparelho do Estado burguês. Daí o ódio que a burguesia devota ao proletariado e ao povo pobre em geral. […]

Leia mais

A Conjuntura da Economia Mundial Capitalista no Começo de 2019 e Suas Perspectivas – Introdução a Artigo de Michael Roberts

Cem Flores Acesse aqui em pdf Neste começo de ano, trazemos aos camaradas e aos leitores deste site a tradução de artigo de Michael Roberts sobre as perspectivas da economia mundial para 2019. Nos parece uma forma adequada de começar a análise concreta das condições da luta de classes no Brasil e no mundo de um determinado período focando o cenário geral, global, no qual suas ações se desenrolam – assim como o fizemos no início de 2018, com o […]

Leia mais

Aprender com os Panteras Negras

Nos anos 1960, o povo negro dos Estados Unidos se levantava contra a exploração e a opressão do sistema racista. A repressão foi feroz, inclusive assassinando grandes lideranças, como Malcolm X. Em 1966, essa luta ganha um novo patamar com a fundação do Partido Pantera Negra para Autodefesa, uma organização revolucionária, de inspiração marxista-leninista. Durante vários anos, os Panteras Negras organizaram o povo negro em uma luta por melhores condições de vida, fim da violência policial, por liberdade, por respeito… […]

Leia mais

De Hunan à Paris: relendo um clássico de Mao

É sabido que Paris, nas últimas semanas, tem vivido uma histórica onda de protestos e revoltas. O estopim foi o reajuste do imposto sobre combustíveis, que elevaram seus preços em todo a França. As convocações se iniciaram e têm se sustentado nas redes sociais, e não através das clássicas centrais sindicais e partidos reformistas franceses. E rapidamente as ruas deram lugar a diversas pautas, canalizando as vozes reprimidas das classes dominadas, em uma explosão de descontentamento que tem abalado o […]

Leia mais

Outubro e nós (Parte III)

Reproduzimos nessa publicação a 3ª parte do texto Outubro e Nós, do camarada Ângelo Novo, publicado recentemente na edição nº 27 de O Comuneiro. Como indica a apresentação da revista “Ângelo Novo prossegue com a terceira parte da sua pesquisa refletida sobre o significado dos caminhos de outubro para a nossa própria circunstância atual. Desta feita, o objeto em estudo abrange a própria revolução bolchevique, dos decretos sobre a paz e a terra até à morte de Lenine. Aqui se concentra, […]

Leia mais

Louis Althusser: Como Alguma Coisa de Substancial Pode Mudar no Partido? (Inédito, 1970), seguido de A Contradição Principal (capítulo do Livro sobre o Imperialismo. Inédito, 1973)

Apresentação e tradução, por Cem Flores   Devido à grande repercussão da tradução da “Advertência” do Livro sobre o Imperialismo, de Louis Althusser (http://cemflores.org/index.php/2018/08/26/louis-althusser-livro-sobre-o-imperialismo-inedito-1973-apresentacao-e-traducao-da-advertencia-por-cem-flores/), e aos pedidos de alguns camaradas, traduzimos a seguir dois outros trechos do livro Escritos sobre a História (1963-1986)[1], publicado recentemente com material inédito dos arquivos deixados por Althusser. Os textos que apresentamos aos leitores, pela primeira vez em tradução para o português, são: “Como Alguma Coisa de Substancial Pode Mudar no Partido?”, datado de 28 […]

Leia mais

Louis Althusser: Livro sobre o Imperialismo (Inédito, 1973) Apresentação e tradução da “Advertência”, por Cem Flores

“Essa é a única coisa que este pequeno livro pretende mostrar: que a luta de classes é o motor da história do capitalismo, portanto também de sua etapa imperialista. Uma coisa elementar”. (pg. 212). “Aqui está a linha de demarcação radical: relacionar tudo à luta de classes como a causa em última instância” (pg. 232). “Eu estou convencido que existem comunistas, sim, comunistas, para os quais apenas a classe operária conduz a luta de classes… mas a ideia de que […]

Leia mais

Cartas de Engels e as Crises do Capitalismo

No último dia 5 de agosto completaram-se 123 anos da morte de Friedrich Engels. Essa publicação é uma homenagem a essa data.   Comentário sobre as cartas de Engels Friedrich Engels (1820-95) foi o genial co-autor da teoria marxista junto com Karl Marx (1818-83) e, também em sua companhia, dirigente comunista e fundador da Associação Internacional dos Trabalhadores. Após a morte de seu camarada teve depositada em seus ombros a responsabilidade principal pelo desenvolvimento e divulgação da teoria e pela […]

Leia mais
1 2 3 6