A crise do imperialismo expressa o agravamento de todas as suas contradições

A crise do imperialismo expressa o agravamento de todas as suas contradições, principalmente da contradição entre a burguesia e o proletariado, da luta de classes, manifesta/expressa na dificuldade da retomada da taxa média de lucro, implicando/desdobrando-se no agravamento da contradição do imperialismo com os povos dos países dominados e, cada vez mais, da contradição interimperialista. Estamos vivendo nos primórdios da barbárie capitalista, de um mundo que não se parece em nada com a sociedade sem classes, o “reino da liberdade”, […]

Leia mais

O papel do agronegócio na reconfiguração da formação econômico-social brasileira: a propósito de um artigo do MST

Todo povo tem na sua evolução, vista à distância, um certo «sentido». Este se percebe não nos pormenores de sua história, mas no conjunto dos fatos e acontecimentos essenciais que a constituem num largo período de tempo. Quem observa aquele conjunto, desbastando-o do cipoal de incidentes secundários que o acompanham sempre e o fazem muitas vezes confuso e incompreensível, não deixará de perceber que ele se forma de uma linha mestra e ininterrupta de acontecimentos que se sucedem em ordem […]

Leia mais

Formação econômico-social brasileira: regressão a uma situação colonial de novo tipo

… o que é a essência mesma, a alma viva do marxismo: a análise concreta de uma situação concreta (Lenin) [1]. … um país dominado, ou anteriormente dominado, que não modifica sua situação na divisão capitalista do trabalho internacional não faz senão reproduzir a sua situação desfavorável: quanto mais cresce a produção dos produtos que o seu “lugar” lhe atribui, mais participa do agravamento da sua situação desfavorável (as manipulações de preço não podem modificar esse fato enquanto subsistir uma […]

Leia mais

E agora?

Eu quisera ser claro de tal forma que ao dizer – rosa! todos soubessem o que haviam de pensar. Mais: quisera ser claro de tal forma que ao dizer – já! todos soubessem o que haviam de fazer. (Geir Campos. Poética) 1 E agora? Depois do Severino e de dois anos de Governo Lula, não é possível a mais ninguém imaginar o PT como “instrumento de transformação social”, se estamos tratando de transformações, por mínimas que sejam em beneficio do […]

Leia mais

Convocatória para a reconstrução do partido revolucionário do proletariado

Ou para ler o Que Fazer? Homenagem aos 100 anos de sua publicação [1] Em princípio de 1902, Lenin publicava seu trabalho Que Fazer? com objetivo de, partindo da afirmação do caráter científico do marxismo, demolir na teoria e na prática a corrente economicista de Martínov e os argumentos das correntes oportunistas em geral, de direita ou de esquerda, demarcar as limitações da luta de classes espontânea e, sustentando a unidade dialética entre a teoria revolucionária e a prática revolucionária, afirmar […]

Leia mais

Elementos para discussão da conjuntura

Conjuntura internacional A Crise do Imperialismo O imperialismo vive um processo aparentemente contraditório de crise econômica, de um lado, e de ofensiva econômica, militar, política e ideológica, de outro. Crise e ofensiva são aspectos do mesmo processo: o agravamento da crise geral do imperialismo. É evidente o agravamento e a generalização da crise do imperialismo dominado pela lógica do capital financeiro. Quem entra em recessão econômica aberta é a economia norte-americana, pólo principal do sistema imperialista. Se somarmos a isso […]

Leia mais

Algumas teses para retomar o marxismo: materialismo histórico

Introdução Nosso objetivo nestas breves considerações sobre a ciência da história, evidentemente, não é o de tentar uma sistematização do estado do materialismo histórico. Queremos somente colocar para trabalhar alguns de seus conceitos básicos que acreditamos centrais para realizar a análise concreta da realidade brasileira. Colocar para trabalhar conceitos como forças produtivas, relações de produção, força de trabalho, instrumentos de trabalho, objetos de trabalho, modo de produção, infraestrutura e superestrutura, Estado, luta de classes, etc., um conjunto de conceitos que […]

Leia mais

Algumas teses para retomar o marxismo: materialismo dialético

Introdução Como no início do século, vivemos uma época de “dispersão teórica” (LENIN, 1955, p. 32) onde o “movimento” se debate entre o “oportunismo” (LENIN, 1955, p. 28) de um lado e “a paixão pelas formas mais estreitas de atividade prática” (LENIN, 1955, p. 32), por outro. Também, como naquela época, podemos repetir: o que fazer? E, como Lenin, responder: Inicialmente, … retomar o trabalho teórico … sem um trabalho desta índole não era possível um aumento eficaz do movimento. […]

Leia mais
1 12 13 14